Bem vindo ao site da SPEA - sociedade portuguesa para o estudo de aves

Opções do site

Subscrever Newsletter

Outras opções do site

Pesquisar no site

Data actual

Principais opções do site

D
S
T
Q
Q
S
S
2
3
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
29
30
31
 
 
 
 
A Nossa Missão
A SPEA é uma ONG de ambiente sem fins lucrativos, que tem por missão trabalhar para o estudo e a conservação das aves e seus habitats, promovendo um desenvolvimento que garanta a viabilidade do património natural para usufruto das gerações futuras.
Home  > 
imprimir
Notícias


4 anos de Projeto


No passado dia 16 de maio de 2017, a SPEA e os parceiros no LIFE Fura-bardos dinamizaram o evento final do projeto LIFE+ “Conservação do fura-bardos e habitat de Laurissilva na ilha da Madeira”, para apresentação dos resultados principais do projeto após 4 anos. 

Este evento, realizado no Auditório da Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais no Funchal, contou com a presença de entidades oficiais, investigadores convidados, as equipas do projeto e muitos participantes do público em geral.

Além do workshop final apresentado ao público, neste evento aconteceu a IV Reunião Científica e novo workshop para discussão do Plano de Ação do fura-bardos.

O programa do workshop final

Sessão de abertura com presença das entidades oficiais: 
- Susana Prada, Secretária Regional do Ambiente e Recursos Naturais 
- Domingos Leitão, Diretor Executivo da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves 
- Paulo Oliveira, Vice-Presidente do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza 
- Juan Antonio Lorenzo, Delegado Territorial de Canárias da Sociedad Española de Ornitología

Sessão de apresentações:
Moderador da sessão: Domingos Leitão (SPEA)
- O fura-bardos na Madeira: Distribuição, População e Ecologia. Marta Nunes (SPEA Madeira)
- Distribuição, abundância e problemas de conservação do gavilán común Accipiter nisus granti em Canárias. Juan Antonio Lorenzo (SEO) 
- Recuperação de habitats de Laurissilva. Nuno Serralha (IFCN) 
- Plantas Invasoras em Portugal: quais são e porque são um problema? Elizabete Marchante (Universidade de Coimbra) 
- 15 anos foram suficientes para evitar a extinção do Priolo (Pyrrhula murina)? Ricardo Ceia (SPEA Açores) 


voltar


Política de privacidade, adicione aos favoritos, sugira este site © 2010 spea - Todos os direitos reservados.
Seara.com